eletrodomesticos que mais gastam

Os eletrodomésticos que mais gastam energia – Saiba como economizar

Segundo um relatório disponibilizado pela companhia de energia brasileira, Coelba o “grande inimigo” é o forno elétrico, que utiliza uma potência de cerca de 3.000 watts, mas quando é de grande tamanho pode atingir os 10.000. Para quem se assusta sempre com a conta de luz, a primeira dica é fazer uma economia na cozinha, ou trocar pelo gás.

Para saber o seu histórico de consumo e conseguir ver na prática quanto gasta de energia elétrica pode acessar a 2 via Coelba (veja no tutorial) e assim ficará por dentro do que precisa ser um corte prioritário na sua casa.

O pódio dos eletrodomésticos são máquina de lavar roupa comum e uma máquina de lavar louça. Já que ambos trabalham com água quente que aquece o mesmo aparelho usando eletricidade, chegam a ter até 3.000 volts cada um.

Em todos os casos, há que ter em conta as horas de pico do consumo elétrico: dá-se quando a temperatura atinge o seu ponto máximo, entre as 13 e as 17.30 horas, e também na volta para casa depois do trabalho, entre as 19 e as 22:30 horas. Por conseguinte, é conveniente usar esses artefatos, pela manhã.

eletrodomesticos que mais gastam

Os 10 times que mais consomem energia são:

Forno elétrico. “É o grande inimigo”, lançou Juanicó. Um menino grill pode consumir 3.000 watts, mas um muito grande embutido em uma parede (“como os que usam os norte-americanos para fazer um peru”), chega aos 10.000.

Máquina de lavar: Se funciona com água fria, o consumo é muito mais baixa, de 300 volts. O maior problema é quando temos que usar o ciclo de aquecimento da água: aí nós vamos 2.500 a 3.000 watts, 10 vezes mais. “Se você tem que lavar com água quente, pois há roupa muito suja, faça isso pela manhã ou depois das dez e meia da noite, quando há menos consumo. Isso pode-se programar. Se tem que lavar a tarde, faça-o com água fria”, sugeriu Juanicó.

Máquina de lavar louça: Funciona sempre com água quente, o que consome até 3.000 watts. “Por isso seria interessante, no momento de instalá-lo, conectá-lo diretamente à entrada de água quente”, opinou o engenheiro.

gasto energético em casa

Aquecedor de água elétrico: Figura nas primeiras posições do ranking, já que têm entre 2.500 e 3.000 watts.

Ar condicionado: Uma casa com dois condicionadores de ar estão presos, em 24°C, consome 2.000 watts. Essa é a temperatura “ideal”, porque o principal problema não é a quantidade de horas que se usam, mas o termostato. Ao colocá-lo a 24 graus, o equipamento se ilumina 33% do tempo. Se a nossa posição a 18 graus, você vai estar 90% do tempo ligada.

Ferro: “é Conveniente usar uma prensa menina de viagem, que consome cerca de 800 watts. A grande vapor pode ir, de acordo com o modelo, de 1.000 2.300 watts, que é quase o triplo”, comentou Juanicó. Além disso, recomenda-se juntar todas as peças e passar tudo de uma só vez.

Fritadeira elétrica: É um outro “grande perigo”, porque tem cerca de 2.000 watts. “Por favor, nesses dias de calor hagámosla à antiga, com a panela”, lançou o engenheiro.

Café e uma jarra elétricas: Como têm a função de aquecer água, isso demanda muita energia. Falamos de cerca de 900 watts.

Wafflera: Este pequeno artefato, de aparência “inocente”, você pode consumir cerca de 800 watts.

Torradeira: Ao igual que a wafflera, consome cerca de 800 watts.

Um televisor LED (que agora vêm todos assim) consome 50 ou 60 watts; um roteador wi-fi, 6 watts; uma lâmpada de baixo consumo, de 12 a 15 watts; um rádio, 10 watts; um aparelho de som, 30 watts; um computador de escritório, 100 wattsy um laptop, 50. O mesmo acontece com os electrodomésticos pequenos: um liquidificador, uma centrífuga, um ver tradução ou uma multiprocesadora consome entre 200 e 300 watts. “São sempre números caras”, concluiu o especialista no programa Ligados à Tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *